Voz do povo?

E mais uma enquete chega ao fim... parece que a decisão dos manda chuva da FEBARC não anda junto com os desejos dos poucos automodelistas do Brasil.

Algum tempo já que o brasileiro de elétrico era realizado tendo como base a categoria Super Stock que sempre foi a mais popular no país.

Mesmo sendo a mais popular, os inscritos eram poucos e para piorar, a FEBARC agora fará um brasileiro de modified e blink. Duas categorias não tão populares assim. 

Apenas São Paulo vem usando a categoria Blink, quanto a modified, bom... nenhuma associação no Brasil realizada corrida de modified. Qual é a função de se fazer um brasileiro de uma categoria que não existe no país?

Com a enquete podemos dizer que 77% dos automodelistas que votaram são contra a realização da modified.

Esse país está assim mesmo. Na política fazem o que querem e na FEBARC não poderia ser diferente. Vamos torcer que estejamos errados e que tenho GRID cheio em ambas as categorias.

Ainda temos uma enquete no ar e outra começando hoje ainda. Não deixem de votar!!!



O convidado principal veio!

Finalmente, o SOL apareceu para abrilhantar a festa pois a primeira etapa do Campeonato Curitibano de Super Stock começou e terminou na tomada de tempo. 

Mas agora na segunda a previsão do tempo já era boa para sábado e domingo e com isso tivemos 29 pilotos inscritos (17 na Super Stock e 12 na Clássicos)

No sábado todos os pilotos treinando muito em busca de algum acerto a mais pois de acordo com o nosso regulamento a 1ª e 2ª etapa seriam realizadas com pneu de espuma e da 3ª em diante com pneu de borracha como deveria ser desde o início.

Como não tivemos a 1ª etapa, a 2ª etapa seria a primeira e única experiência de pneus de espuma em corrida. Iria durar os 8 heats? O set-up do carro mudaria muito? Qual seria a reação de carros e pilotos?

Veio a tomada de tempo e os 5 primeiros todos na casa dos 13.5 variando apenas os centésimos de segundo o que mostrou que a etapa seria muito disputada.

O favorito na opinião de todos era Alexandre Hirata que fez a melhor volta do evento mas na opinião geral, a balada de sábado a noite atrapalhou sua performance na corrida. Quem voltou para nos prestigiar foi Fabiano Franco que correu com o carro emprestado de Willian Capitelli.

Capitelli sempre trazendo piloto bom para correr com a gente. Em 2013 trouxe Gabriel Brito que acabou sendo campeão sul brasileiro e agora em 2014 trouxe na 2ª etapa Fabiano Franco. A pergunta é: Fabiano Franco continua correndo as outras etapas? Vamos esperar
para ver.

Após as corridas do heat 1A e 1B tivemos o seguinte resultado geral:


  1. FABIANO FRANCO
  2. FLAVIO SALINET
  3. LUIZ GONZAGA
  4. EDSON LIMA
  5. WILLIAN CAPITELLI
  6. OTÁVIO LANGOWSKI
  7. HAMILTON JUNIOR
  8. MIGUEL WOLLER
  9. ALEXANDRE HIRATA
  10. GUSTAVO CASTANHO
  11. CRYS BORGES
  12. EDISON GOMEZ
  13. LINCOLN ALMEIDA
  14. ANDRÉ FRANCHI
  15. RODRIGO STELLA
  16. MICHEL FRANQUE
  17. SANDRO LOPES

E assim prosseguimos sempre com bom tempo, boa pista  e excelentes pilotos:

Heat 2:


  1. FLAVIO SALINET
  2. FABIANO FRANCO
  3. ALEXANDRE HIRATA
  4. WILLIAN CAPITELLI
  5. EDSON LIMA
  6. LUIZ GONZAGA
  7. LINCOLN ALMEIDA
  8. ANDRÉ FRANCHI
  9. OTÁVIO LANGOWSKI
  10. MIGUEL WOLLER
  11. SANDRO LOPES
  12. GUSTAVO CASTANHO
  13. EDISON GOMEZ
  14. HAMILTON JUNIOR
  15. MICHEL FRANQUE
  16. RODRIGO STELLA
  17. CRYS BORGES

Heat 3, no heat 3 muitos pilotos decidiram fazer um rodízio dos pneus de espuma e foi aqui que alguns se deram mal pois o carro ficou completamente desequilibrado. Outros não fizeram nada e continuaram com seus carros se comportando bem. O resultado do heat 3 foi:


  1. FLAVIO SALINET
  2. WILLIAN CAPITELLI
  3. RODRIGO STELLA
  4. EDSON LIMA
  5. OTÁVIO LANGOWSKI
  6. ALEXANDRE HIRATA
  7. SANDRO LOPES
  8. ANDRÉ FRANCHI
  9. HAMILTON JUNIOR
  10. MIGUEL WOLLER
  11. GUSTAVO CASTANHO
  12. MICHEL FRANQUE
  13. EDISON GOMEZ
  14. LUIZ GONZAGA
  15. FABIANO FRANCO
  16. LINCOLN ALMEIDA
  17. CRYS BORGES
Heat 4, no heat 4 alguns pilotos desfizeram o rodízio. Foi o caso de Luiz Sergio Gonzaga que afirmou que o carro voltou a ficar bom como antes. Outros pilotos, como Willian Capitelli e Flávio Salinet continuaram sem fazer qualquer rodízio ajustando apenas set-up de carro. O resultado do heat 4 foi:


  1. FLAVIO SALINET
  2. FABIANO FRANCO
  3. ALEXANDRE HIRATA
  4. LINCOLN ALMEIDA
  5. WILLIAN CAPITELLI
  6. RODRIGO STELLA
  7. EDSON LIMA
  8. ANDRÉ FRANCHI
  9. OTÁVIO LANGOWSKI
  10. SANDRO LOPES
  11. MIGUEL WOLLER
  12. HAMILTON JUNIOR
  13. EDISON GOMEZ
  14. GUSTAVO CASTANHO
  15. MICHEL FRANQUE
  16. LUIZ GONZAGA
  17. CRYS BORGES

Heat 5:

Heat 6, o último heat do dia. Pneu foi o diferencial da corrida. Fabiano Franco após um acidente onde sua bolha dobrou e ficou raspando no pneu dianteiro mostrava um desgaste acentuado na parte lateral do pneu dianteiro direito. Quase todos os pilotos com pouco pneu para o heat 6. Quem conseguiu economizar pneu nos heats anteriores levou um pouco de vantagem no heat 6. Teve piloto que dava para perceber o carro saindo muito de frente no curvão por falta de pneu.

Outro detalhe bem interessante é que a cada heat o carro perdia de 2 a 3 gramas de peso então era todo heat piloto pedindo por peso para colocar lastro no carro.

Teve piloto que começou a corrida com 35 gramas de peso e terminou com um lastro de 70 gramas no total.

Agora começa tudo do zero pois teremos de volta os pneus de borracha e os testes recomeçam mas desta vez para terminar o campeonato assim.


O resultado geral da 2ª etapa da categoria Super Stock foi o seguinte:


Na categoria Clássicos tivemos 12 inscritos o que gerou apenas 1 grupo. O destaque da clássicos é sempre as bolhas. Nesta etapa, a bolha do Chevrolet Bel air foi demais. Bel air e barracuda foram as duas bolhas que chamam a atenção.

Na clássicos os pilotos usam bolhas de carros,
claro, clássicos como já diz o nome e motores 10.5T no modo BLINK.

A corrida da Clássicos foi muito disputada e o vencedor da 1ª etapa estava com um azar fenomenal... bateu, tomou stop & go só zica.
Tivemos nessa etapa o retorno do piloto João Manual e com certeza reafirmamos o que a Clássicos veio para ficar.

Deu grid, excelente grupo de pessoas e agora é continuar para ver quem será o campeão.

No Heat 1, tivemos o seguinte resultado:


Heat 2:

Heat 3:

Heat 4:

Heat 5:

Heat 6:

E o resultado geral da Clássicos ficou assim:



Este ano estamos usando o circuito velho e o novo da CAAR. Na 1ª etapa foi o novo, agora na 2ª foi o circuito velho e assim vamos intercalando. Serão 3 etapas no velho e 4 etapas no novo.

Tivemos uma etapa realizada e agora que venha a terceira etapa para continuar a disputa pelo campeonato.

Que venham as próximas etapas e sempre com o convidado especial presente.  Lembrando que as próximas etapas serão utilizados pneus de borracha da marca ALPHA ou LRP.

Não deixem de participar das etapas seguintes pois promete ser um show a cada etapa!

Em breve parcial do Campeonato da Super Stock e Clássicos além das tabelas, tudo no ar... fique ligado

Fotos: Chico Lima

Copa Até os ÔvÔ!

Galera com o resultado das doações!
Neste feriado de Páscoa... todos se reuniram na CAAR para dois prazeres egoístas: R/C e Ajuda ao próximo. Por que egoísta? Por que ambos mesmo ajudando alguém faz mais por nós mesmos. 

Vamos à matéria da CAAR:


"Numa iniciativa do Lincoln Almeida e o apoio da diretoria da CAAR, foi realizada neste sábado, 04/04, uma copa beneficente da categoria EP Blink, usando o mesmo regulamento da Clássicos mas com o uso de bolhas sedan turismo.

Michel 2º - Edson Lima 1º - Nelson 3º
Um sábado de sol e muita diversão! O Lincoln Almeida, idealizador e organizador, propôs-se a fazer a cronometragem e direção de prova e sua primeira providência foi afixar o cronograma do dia: início das tomadas de tempo as 13:00 horas.  Ele só não contava com a "complicação" do sistema e simplesmente não conseguia faze-lo funcionar.  Após muita batalha, horas de consulta por celular, conseguiu prepara-lo para iniciarmos as atividades.  Isso lá por quase 14:30 horas, se não me engano.  Com este atraso fizemos duas tomadas de tempo e duas finais com todos os 15 carros na pista!  Na minha opinião ficou melhor e mais emocionante do que se dividíssemos em dois grupos para as disputas, como estava previsto.

Levou mas o sistema não deu!
Eu estava ali para me divertir e não esperava muito de meu desempenho, pois a EP não é a minha praia, mas o carro (com a bolha turismo) estava muito bom, estável e divertido de pilotar.  Na tomada de tempo batí e perdi a bateria.  Larguei em 14º no primeiro hit e terminei em 12º.  Larguei para o segundo hit em 12º e mesmo batendo em um carro que rodou na reta, quebrando minha suspensão dianteira e dogbone, terminei na mesma posição.  Após concertar o carro e "emprestar" uma junta universal dianteira do Eduardo Argola, fiz a primeira final com um resultado fantástico para mim: 9º colocado!  Fomos para a segunda final e consegui um resultado mais fantástico ainda: terminei em 6º lugar, muito além do que eu esperava e que também me deu a 6ª colocação geral da Copa.

Não posso descrever o desempenho dos demais pois estava muito ocupado tentando me manter na pista,
mas a disputa estava acirrada entre Edson Lima e Michel Franque e despontando entre os pilotos apareceu o Nelson Junior, que acabou com a terceira colocação, com Michel em segundo e Edson Lima como campeão da Copa.  O Michel Franque acabou prejudicado pelo sistema que não deve ter computado alguma volta dele, pois achávamos que ele seria o campeão, e até o Edson Lima levantou-se para receber o prêmio de segundo colocado quando foi informado que o Michel ficara em segundo.

O Julio Bernardinetti, um dos favoritos para levar a Copa, não conseguiu fazer com que seu carro colaborasse e pudesse pelo menos participar das disputas com Lima e Michel.  Marcos Melo foi o mais azarado pois queimou dois motores, um deles pode ser visto fumaçando em um vídeo do Salinet no facebook da CAAR (https://www.facebook.com/video.php?v=10200351580147614).

A experiência desta Copa foi muito boa e as doações serão encaminhadas para um asilo de idosos carentes.

Como problema, gerado por esta Copa, acho que ficou a experiência de corrermos com bolha turismo e no formato Blink - foi muito divertido!"


Parece que teremos mais corridas assim em breve. Fiquem ligados!

Fotos: Guilherme Hiekis e Luiz Gustavo
Fonte: Blog da CAAR

Protesto foi, corrida vem!

No fim de semana passado os brasileiros exerceram seus direitos e foram para rua protestar. Muitos pilotos da GT2 e Nitro 1/10 resolveram mudar a data da corrida para participarem do protesto compra a situação do nosso Brasil.

Os protestos foram e que agora venha a corrida que foi prorrogada. Neste domingo teremos mais uma etapa do Campeonato Paranaense de GT 1/8 e 1/10 200mm.

Todos os pilotos prontos e bem treinados.

Que venha a bandeirada!

Dever antes da diversão!

Como neste domingo, dia 15 de março às 13:30 está marcado um protesto na praça Santos Andrade aqui em Curitiba. Muito pilotos como toda a população em geral, insatisfeitos com a situação do nosso país pediram que a prova da Nitro e GT fosse transferida para o domingo dia 22 pois todos, ou pelo menos, a maioria pretende participar deste evento.

Vamos todo em nome de nosso país, do nosso Brasil querido, protestar contra essa gangue que se instalou no poder. Chega de roubalheira...

Todos os amigos do Hobby estarão lá para protestar pacificamente contra essa situação.

E depois do dever cívico... dia 22 teremos a 2ª etapa da Nitro e GT na pista da CAAR.

Sol, chuva e... Phoenix!

Hoje tivemos a 1ª etapa do Campeonato Curitibano das categorias Super Stock e Clássicos. 

A previsão do tempo não era a melhor para sábado e domingo. Durante o sábado de teste choveu um pouco mas foi possível fazer alguns testes.

No domingo tudo começou com um tempo chuvoso, de repente a chuva passou e abriu um sol lindo. Todos os pilotos ficarem esperançosos de poder realizar a primeira etapa mas tudo durou apenas para tomada de tempo. 

Os heats da Super Stock e Clássicos foram interrompidos e a chuva prevaleceu.

Como prevê o regulamento, se for realizado a tomada de tempo a etapa conta como realizada e assim tivemos o seguinte resultado na Super Stock:
  1. Alexandre Hirata
  2. Willian Capitelli
  3. Flávio Salinet
  4. Rodrigo Stella
  5. Otávio Langowski
  6. Lucas Baruffi
  7. Luiz Gonzaga
  8. Lincoln Almeida
  9. Nelson Junior
  10. Sandro Lopes
  11. Michel Franque
  12. Crys Borges
  13. André Franchi
  14. Hamilton Junior
  15. Edison Gomez
  16. Leonardo Assunção

Na Clássicos o resultado foi o seguinte:
  1. Julio Bernardinetti
  2. Chico Lima
  3. Marco Melo
  4. Rafael Lagner
  5. Nélio Smolareck
  6. Cleverson Bet
  7. Eduardo Argola
  8. Guilherme Hiekis
  9. Otávio Langowski
  10. Luiz Gustavo


Infelizmente, não podemos narrar os pegas ou as disputas acirradas entre os pilotos pois a chuva estragou a festa e não deu chance de qualquer disputa entre os pilotos.

Sorte para alguns, azar para outros mas tem coisa boa a ser dita. A categoria Clássicos era tida como morta, todos certos que não teríamos corrida da Clássicos e nem pilotos interessados.

Campeão na Clássicos - Júlio
O Cuda com Blower do Rafael Lagner
Mas, graças a Deus, deu grid de 10 pilotos graças aos esforços da
atual diretoria da CAAR junto do piloto Chico Lima.

Deu um bom grid e a categoria ressurgiu das cinzas e prometendo ser novamente um celereiro de novos pilotos e talentos. Esta com certeza é a categoria de entrada do automodelismo elétrico do Paraná.

Retorno do Salinet depois de 2 anos
Um regulamento bem feito levou a este grid e as bolhas que
apareceram como sempre muito lindas. Cada carro mais estiloso que o outro.

Com um total de 26 inscrições a primeira etapa pode ser considerada um sucesso até por que o dólar tem uma grande e má influência em nosso hobby, atualmente essa má influência está judiando dos amantes do R/C.

Box do atual vice-campeão curitibano - Willian Capitelli
Agora é dar continuidade ao campeonato das suas categorias e nos vemos na 2ª etapa. Que a força esteja com vocês e... segurem o dólar por favor!


Fotos: Chico Lima

Correr e ganhar, é só começar!

Estamos com todos os regulamentos de 2015 no ar.


  • Super Stock
  • Clássicos
  • Nitro 200mm
  • GT 1/8


Agora, comecem a ler os regulamentos e se preparem para mais um ano de pegas e muita emoção. Campeões defendendo seus títulos e novos campeões surgindo.

Para ler o regulamento de todas ou apenas da categoria do seu interesse basta clicar no banner da sua preferência na seção "Regulamentos 2015" na coluna da direita.


Dúvida, ma que dúvida?

31 de Janeiro de 2015, esta foi a data que definimos o item 23.4 do regulamento do Campeonato Curitibano. Como no ano passado o drama foi pneu.

Mas a diretoria da CAAR e a Comissão de Corrida chegaram a uma solução que pode não ser perfeita mas com certeza foi a melhor possível.

Pneu estava sendo um drama desde 2014. Não sabíamos direito qual pneu seria usado em 2015, começamos os treinos ainda sem saber. Cada piloto usando um pneu para pelo menos pegar o dedo da pista.

Mas neste sábado foi decidido que usaremos pneus LRP 33X ou ALPHA R/C MODELO 2015 mas tanto o importador do LRP como o fabricante do ALPHA pediram um prazo de 60 dias para poder fornecer seus produtos.

Sendo assim, na 1ª e 2ª etapas serão usados os pneus de espuma que é o que temos disponível no momento. 

Fiquem de olho no regulamento que já está disponível e com o item 23.4 totalmente regulamentado. 

Que venham as corridas! 

Modified nãooo, Modified sim!

Mais uma enquete chega ao fim e a maioria dos pilotos que votaram não quer envolvimento com a modified.

Mas, enquanto uma enquete mostra que modified não é mais aceito a FEBARC libera o Campeonato Brasileiro sendo modified.

Agora é esperar para ver como fica o grid do Campeonato que este ano será dividido em 2 etapas.